O rei servo



Era Páscoa, a época em que o povo de Deus relembrava da forma como tinha sido libertado da escravidão do Egipto. Todos os anos matavam um cordeiro e comiam-no. “Este cordeiro morreu no nosso lugar” – diziam.
Mas nesta Páscoa, Deus estava a preparar-se para uma libertação ainda maior.
Jesus e os seus amigos estavam a comer esta refeição especial. Os amigos discutiam, e seria porquê? Pés malcheirosos? Isso mesmo. Pés que cheiravam mal.
Naquele tempo, as pessoas não usavam sapatos como hoje. Só usavam sandálias, o que ainda hoje usamos, mas as estradas e caminhos daquela época não eram como os de hoje. Eram de terra, às vezes lama mesmo.
Por isso, tinham de lavar os pés, o que era uma tarefa chata e que ninguém queria fazer. E quem é que se iria voluntariar? O servo mais humilde de todos.
“Eu não”  disse Pedro.
“Nem eu” disse Mateus.
Calmamente, Jesus levantou-se da mesa, tirou a sua túnica, pegou numa bacia com água, ajoelhou-se e começou a lavar os pés dos seus amigos.
“Não podes” disse Pedro. Ele não entendia nada acerca desta história de Jesus ser um servo.
“Se não deixares que te lave a sujidade, não podes ser meu amigo” disse Jesus.
Jesus sabia que o que aquelas pessoas mais precisavam era de serem lavadas no seu interior. Toda a terra que tinham nos pés não era nada comparada com o pecado que os seus corações tinham.
“Então lava-me, Senhor!” chorava Pedro “Lava-me completamente!”
Um a um, Jesus lavou os pés de todos.
“Estou a fazer isto porque vos amo. Façam isto uns pelos outros” disse Jesus.

Um dos amigos de Jesus tinha um plano secreto muito mau. Ninguém sabia a não ser ele. Mas Jesus sabia. Judas ia ajudar os líderes a capturar Jesus – recebendo um pagamento de 30 moedas de prata.
“Podes ir, Judas” disse-lhe Jesus. E ele levantou-se e saiu.

Então Jesus partiu algum pão e deu aos amigos. Pegou num copo com vinho e agradeceu a Deus por estas coisas. Distribuiu-o por todos.
“O meu corpo é como este pão. Será partido. Este copo de vinho é como o meu sangue, será derramado” ,disse Jesus. “Mas esta será a forma como Deus salvará o mundo. A minha vida será quebrada para que este mundo seja reparado. O meu coração será desfeito – e assim os vossos corações serão curados. Tal como o cordeiro foi morto, assim morrerei eu no vosso lugar. E assim vocês se tornarão limpos por dentro – nos vossos corações.

“Por isso, sempre que comerem e beberem, lembrem-se de mim, que vos salvei!” disse Jesus.
Jesus sabia que se aproximava a hora em que ia deixar este mundo e regressar para o seu Pai.

“Não estarei convosco muito mais tempo. Vocês ficarão tristes, mas enviarei um ajudante que vos trará uma felicidade que nunca vos deixará. Por isso não tenham medo. Eu amo-vos!”

Depois disso, cantaram a sua canção favorita e caminharam em direcção ao seu local favorito, o monte das Oliveiras.
- The Jesus Storybook Bible, Sally Lloyd-Jones, adaptação livre -