Auto-armadilha - 13 de Janeiro

"Porque os seus pés correm para o mal, e se apressam a derramar sangue. Na verdade é inútil estender-se a rede ante os olhos de qualquer ave. No entanto estes armam ciladas contra o seu próprio sangue; e espreitam suas próprias vidas. São assim as veredas de todo aquele que usa de cobiça: ela põe a perder a alma dos que a possuem."
Provérbios 1:16-19

Nenhum pássaro seria estúpido ao ponto de voar na direcção de uma armadilha visível (1:17. Mas até os pássaros conseguem ser mais sábios do que aqueles que pensam que podem passar por cima de qualquer folha. Aqueles que fazem mal a outros estão na fila de espera para se magoarem eles próprios. "Armam ciladas" para si mesmos - algo que até o animal mais estúpido nunca faria.
O Novo Testamento reforça esta ideia, que atingir objectivos à custa dos outros significa poder perder-se a alma (Marcos 8:36). Como é que isto acontece? Quando és cruel com os outros, tu alimentas no teu coração a crueldade e o egoísmo. Esses apetites saem fora do controlo e conduzem a más decisões. Quando vives para satisfazeres não os outros mas apenas a ti próprio, viverás eternamente insatisfeito. Jesus, o melhor professor de sabedoria, diz-nos que devemos perder as nossas vida no serviço dos outros de forma a ir ao seu encontro (Mateus 16:25).
Já alguma vez fizeste algo que se virou contra ti? Como é que esse episódio ilustrou o princípio d Palavra de "perderes a ti mesmo para te encontrares"?

Oração: Senhor, o meu coração diz-me que devo fazer da busca da felicidade a prioridade. Mas depois o meu coração permanece vazio. Em vez de procurar o vazio, irei buscar-te. E só aí serei finalmente feliz. Amém.