O contrário de sabedoria - 7 de Janeiro

"Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento?"
Provérbios 1:22

Em todo o livro de Provérbios vemos que o contrário de sabedoria é chamado de tolice, insensatez. Em inglês, a palavra "tolo" é pouco mais do que um insulto. Em Provérbios, contudo, os tolos são pessoas tão habitualmente fora da realidade que tornam as suas vidas - e as dos que o rodeiam - miseráveis. Não podemos tratar de qualquer maneira o nosso corpo sem esperar consequências. Não podemos tratar as pessoas de uma maneira qualquer e esperar ter bons amigos ou uma família unida. Não podemos viver vidas egoístas e esperar que a nossa vida social permaneça intacta. Os tolos, contudo, fazem todas estas coisas e assim semeiam e colhem discórdia e destruição.
Há várias formas de insensatez, como iremos ver. Mas a insensatez maior é fazer qualquer coisa o centro das nossas vidas, no lugar de Deus. Isso irá sempre trazer desilusão e colapso. Jesus descreve o "homem insensato" como aquele que constrói a sua casa sobre a areia, em vez de a construir na rocha sólida da palavra de Cristo e na sua sabedoria (Mateus 7:24-26). Os tolos não conseguem ver esses limites incorporados na realidade - física, psicológica, relacional e espiritual. Eles caminham fora destes limites e perguntam-se porque se afundam.
Onde é que tens visto, mais recentemente - seja na tua vida ou de alguém próximo - o amargo fruto da insensatez?

Oração: Senhor, o meu coração quer tantas vezes negar a realidade, mas isso é tolice. A realidade neste mundo caído tanto é maravilhosa como terrível. Ajuda-me a ver pelo que ela é, e ajuda-me a caminhar com prudência nela. Amém.