O obstinado - 10 de Janeiro

"Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento?"
Provérbios 1:22

A palavra mais comum usada para os tolos em Provérbios, em hebraico keciyl, o obstinado.A marca principal dos tolos é a obstinação, sábios à sua própria maneira, incapazes de aprender conhecimento ou de ser corrigidos.
A pedopsiquiatra Jerome Kagan descobriu que as crianças nascem com um de três comportamentos básicos que determina como cada uma responde às dificuldades. Umas respondem com ansiedade e afastamento, algumas com agressividade e comportamentos assertivos, e outras com optimismo e um esforço para ganhar através de serem sociáveis e cordiais. Cada uma lida bem em algumas situações. Mas Kargan argumenta que, se os pais não intervirem, o temperamento natural da criança prevalecerá, e ela não aprenderá como agir de forma sábia nas situações em que a sua habitual resposta é inapropriada ou até fatal. Por outras palavras, somos todos obstinados ou imprudentes. A cultura moderna insiste que devemos deixar as crianças serem elas próprias, mas o que nos parece ser mais natural para nós pode vir a revelar-se desastroso (22:15). Para se tornar sábio, o ansioso tem de aprender a ser mais ousado, o ousado a ser mais prudente, e o sempre optimista mais reflectido. Somente em Jesus encontramos alguém que nunca se obstina ou retira mas sempre respondeu apropriadamente de forma sábia (João 11:23-25, 32-35).
Quando é que tendes a ser opinativo e menos aberto a novas ideias ou críticas?

Oração: pai, vejo na vida de Jesus uma vida sem palavras erradas ou passos em falso. Ele sabe exactamente quando ficar quieto  e quando falar, quando corrigir e quando afirmar. Como eu desejo ser como ele! Por favor começa a recriar a sua sabedoria em mim, através da tua Palavra e do teu Espírito. Amém.